terça-feira, 1 de agosto de 2017

Lido: Imaginários 1

Quando a Draco publicou em simultâneo este livrinho e o Imaginários 2 (que tem conto meu), certamente não estaria nos planos transformá-los numa série. No entanto, o sucesso comercial destas duas antologias levou a que fosse isso mesmo o que aconteceu, acabando por ser publicadas 5 entre 2009 e 2012. Fruto de uma iniciativa de Tibor Moricz, Saint-Clair Stockler e Eric Novello, todos eles escritores e todos com contos também no segundo volume (que inclui ainda histórias de mais três autores portugueses), que inicialmente era independente e só depois foi apoiada pela Draco, este Imaginários 1 (bibliografia) junta alguns dos autores mais relevantes da ficção especulativa brasileira, cada um em seu estilo, a dois ou três autores menos experientes.

O resultado é um pouco irregular, mas globalmente positivo. Farto-me de dizer que uma antologia vale a pena se incluir pelo menos um conto bom; pois esta inclui pelo menos dois contos excelentes, o da Martha Argel e o do Carlos Orsi, e vários outros contos entre o bom e o muito bom, acompanhados por alguns mais fracos. Vale, portanto, plenamente a pena.

Contrariamente ao que a capa poderia levar a crer, não se trata de uma antologia de fantasia. É uma antologia que contém fantasia, tal como contém ficção científica, horror e uma ou duas histórias mais difíceis de encaixotar. É variada, portanto, e também não tem tema comum. Há leitores que não gostam muito quando, num livro destes, cada conto é uma surpresa quase total, preferindo uma certa uniformidade temática ou de género. São gostos. Eu não me importo nada, desde que os contos sejam bons. E estes, na sua maioria, são. A antologia pode não ser mais que a soma das partes, o que por vezes acontece com as temáticas (o caso mais extremo é o desta antologia, muito mais do que a soma das partes) mas por vezes basta somar as partes para o resultado ser agradável. É o caso.

Eis o que achei dos contos individualmente considerados:
Este livro foi-me fornecido pela editora, em pagamento pelo meu conto publicado no Imaginários 2.

Sem comentários:

Enviar um comentário