terça-feira, 12 de julho de 2016

Lido: 2014 Campbellian Anthology - Holly Schofield

Holly Schofield está presente nesta antologia com dois contos.

Graveyard Shift é um conto de ficção científica sobre um rapaz, canadiano de origem chinesa, pobre, perdido e endividado que, após a morte da mãe, reencontra as raízes graças a uma conversa com o avô morto, num futuro não muito distante em que as sepulturas estão equipadas com écrans e computadores nos quais fragmentos da personalidade dos mortos continuam de certa forma a viver com base em gravações feitas em vida e programas de inteligência artificial. É um conto sensível e muito pertinente, pois projeta num futuro razoavelmente próximo problemas bem reais e presentes: o desenraizamento dos imigrantes de segunda geração, o desemprego jovem e, em especial nos Estados Unidos, as gigantescas dívidas que é preciso contrair para se obter uma educação superior. Bastante bom.

Hurry Up and Wait é outro conto de ficção científica, esta pós apocalíptica, sobre um par de sobreviventes presos numa ilha pequena e deserta na costa ocidental do Canadá, que procuram adaptar-se a uma vida sem o apoio da civilização que, para lá da ilha, terá sido arrasada por uma devastadora epidemia. É outra boa história, ainda que não tão forte como a primeira, que tem no fulcro a construção das personagens, as suas aspirações, desilusões e os seus planos mais ou menos sonhadores para saírem da ilha e irem à procura de outros sobreviventes, e também a relação nem sempre fácil entre dois homens muito diferentes que só o acaso e as circunstâncias comuns poderia juntar. Outro conto muito interessante.

Sem comentários:

Enviar um comentário