terça-feira, 19 de julho de 2016

Lido: 2014 Campbellian Anthology - Bogi Takács

Bogi Takács está presente nesta antologia, mais uma vez, com três contos.

Recordings of a More Personal Nature é uma história de ficção científica muito interessante sobre um povo razoavelmente primitivo, que no decorrer da história vai ficando cada vez mais provável tratar-se de descendentes mais ou menos longínquos de uma raça antiga, bem mais avançada tecnologicamente. Uma raça capaz de criar nos seus descendentes um vínculo mental com uns "arquivos" que estes não compreendem, mas onde apesar disso armazenam (de forma inconsciente) uma porção considerável das suas personalidades. E o que dá origem à história é essa ligação começar a falhar, sendo depois o que a sociedade e os seus membros fazem para tentar suprir essa falha que a sustenta. Uma ideia base interessantíssima, bastante bem executada.

The Tiny English-Hungarian Phrasebook for Visiting Extraterrestrials é uma vinheta irónica e muito crítica da Hungria atual, que consiste, precisamente, do que o título indica: um guia de expressões inglesas, com tradução para húngaro e transcrição fonética, a ser usado por ETs de visita a uma Hungria proto-fascista e xenófoba. E consegue contar uma história. Bom.

Mouse Choirs of the Old Mátra é um conto de fantasia, uma fábula com todo o ar de conto tradicional, sobre um velho que parte a correr mundo em busca do melhor dos melhores para casar com uma sua sobrinha (que não é bem sobrinha). É daquelas histórias repetitivas que o povo conta, circulares, meio lengalengas, nas quais, apesar de variarem nos pormenores, as situações são sempre as mesmas no fundamental, até que o contador se cansa, ou repara que quem o ouve se cansa, e remata então a história. Não sei se este conto tem base numa história tradicional verdadeira ou se é integralmente invenção de Takács, e isso afeta a avaliação que dele faço. Se se der o primeiro caso, é um conto curioso; se se der o segundo, é francamente bom.

Sem comentários:

Enviar um comentário