terça-feira, 11 de agosto de 2015

Lido: 2014 Campbellian Anthology - Jonas David

Jonas David está presente nesta antologia com dois contos.

Deathday é um conto que relata um ritual de chegada à idade adulta, numa sociedade trans-humanista na qual as pessoas só estão completas (e só se transformam em Cidadãos) quando descartam os seus corpos biológicos em favor de corpos robóticos, mais avançados, eternamente substituíveis e por isso potencialmente imortais. O protagonista é Cobalt, um jovem prestes a fazer a transição, e o conto, que descreve o processo e as dúvidas e medos do protagonista, os seus sentimentos por si e por outros, é muito bom. Realmente muito bom.

Three Seconds é um conto que está algures na transição entre a ficção científica e a fantasia e que ressoa fortemente com uma parte importante do universo do Brandon Sanderson, por motivos que quem já leu integralmente a trilogia Mistborn depressa compreenderá. Jonas David apresenta-nos um casal de personalidades aparentemente eternas e em grande medida opostas que, pelos nomes anglófonos, parecem ser personalidades pós-humanas encerradas num universo virtual; uma constrói estrelas, planetas, galáxias inteiras; a outra anda atrás dela a destrui-las. Uma terceira entidade fornece equilíbrio, impedindo as duas primeiras de se destruirem uma à outra. E cada uma tem as suas próprias razões filosóficas para agir como age. Este também é um bom conto, ainda que não me pareça tão bom como o primeiro, e termina de forma não totalmente inesperada, mas adequada.

Jonas David parece ser autor para manter debaixo de olho.

Sem comentários:

Enviar um comentário