sábado, 8 de agosto de 2015

Lido: 2014 Campbellian Anthology - Adam Christopher

Adam Christopher é um autor com muito texto nesta antologia, visto que está presente não com um, mas com dois excertos de romances. E, como no caso de Mark T. Barnes, são romances com muito em comum um com o outro, apesar de estes não pertencerem à mesma série. Intitulam-se:

Empire State e Seven Wonders

Trata-se de romances de super-heróis, escritos num estilo muito interessante e colorido, que faz obviamente lembrar a banda desenhada mais gritty, nomeadamente algumas fases dos livros de Batman ou do Homem-Aranha, mas também coisas mais antigas, muito em especial o policial negro. Este parece ter influenciado não só o estilo, mas também, em parte, o ambiente (no primeiro romance encontramos uma versão noturna da Nova Iorque dos anos 30, totalmente submersa nas malhas do crime organizado; o segundo afasta-se mais: ambienta-se numa cidade californiana fictícia e futurística chamada San Ventura, referência clara a Los Angeles), se bem que a Gotham de Batman seja claramente a referência principal.

Sim, o estilo é interessante e, à sua maneira, bem escrito. No entanto, estes excertos soam demasiado a fanfic de banda desenhada para serem realmente bons. O cliché que contêm é imenso e quase sufocante e as personagens pouco fogem ao estereótipo. Como consequência, estes livros provavelmente irão agradar aos fãs mais entusiastas deste tipo de histórias — e da própria BD —, mas duvido que consigam captar o interesse de muitos leitores que não o sejam. O meu certamente não captaram. Gosto do estilo literário, reconheço as qualidades que a prosa tem, admito que Christopher sabe lidar com as palavras, mas não vou além disso. E isso, para mim, não basta.

Sem comentários:

Enviar um comentário