quarta-feira, 31 de julho de 2013

Lido: O Homem do Segundo Andar

O Homem do Segundo Andar (bibliografia) é um conto daquela espécie de horror suave que tão característica é de Ray Bradbury. Trata-se, na verdade, de uma história muito bradburiana: aqui se encontra a infância a deparar-se com os horrores e os espantos do mundo, aqui se encontra a América das pequenas cidades e dos casarões vitorianos... e aqui se encontra um vampiro que poderia perfeitamente ser membro da bizarra família Elliott.

Como em muitas outras histórias de Bradbury, em especial daquelas que mais de perto contactam o horror, esta é uma história de descoberta. O protagonista é um miúdo, filho de uma família que aluga quartos no seu grande casarão, e que é o único a reparar que o homem que alugou recentemente um quarto no segundo andar é mais estranho do que seria natural. E é pelos sucessivos passos que levam à descoberta da verdadeira natureza desse homem que Bradbury leva o leitor, com a qualidade e segurança habituais na sua prosa. Mas há um pequeno detalhe problemático: uma história como esta, em que o mistério a respeito da natureza de uma personagem é o que faz mover a trama, perde algum do seu impacto quando se vê incluída numa antologia centrada precisamente nessa natureza. A culpa, obviamente, não é de Bradbury, e seria impossível incluir esta história num livro como este sem que isso acontecesse; mas é um fator a ter em conta.

Esta não será uma das obras-primas de Bradbury, mas é um belo conto mesmo assim.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário