quinta-feira, 27 de Dezembro de 2012

Lido: Guizos

Guizos (bib.), de Bruce Holland Rogers, é mais um conto curto fantástico contado, na primeira pessoa, por um sonho. Não um sonho vulgar, daqueles que se sonham incoerentemente à noite e desaparecem mal o sonhador acorda. Mas um sonho que em tempos tinha sido homem, e que fora transformado em sonho pela violência de uma guerra de conquista. Mas esse sonho muda hábitos, costumes, culturas, até línguas, de modo que quando a guerra acaba — se é que chega a acabar algum dia — não se percebe bem quem é conquistador e quem fica conquistado. Mais um conto magnífico, pleno de subtileza, que se socorre do fantástico para fazer pensar em coisas bem concretas do mundo que nos rodeia. Como acontece quando ele é bem usado. Muito bom.

Sem comentários:

Enviar um comentário