segunda-feira, 15 de Outubro de 2012

Lido: Os Minino da Noite

Os Minino da Noite (bib.) é mais um dos bons contos de ficção científica de João Barreiros, nos quais o seu estilo literário se conjuga perfeitamente com a história de violência e desagregação social que conta. O cenário é uma Europa-Fortaleza do futuro, da qual os imigrantes são escorraçados, expulsos de regresso aos países de origem, o que não impede nem o alastrar de uma espécie hipervirulenta de sida, nem a decadência das infrastruturas, até as mais básicas, em bairros abandonados a si próprios. O protagonista é um extreminador ideológico, membro de um partido de extrema-direita com os habituais chavões sobre a pureza da raça lusitana. E o inimigo que combate são... os filhos que os imigrantes abandonam em Portugal antes de serem deportados e que, entregues a si próprios, revertem a uma espécie de estado selvagem cooperativo... o que o protagonista vai descobrir tarde demais. Bastante bom.

Contos anteriores desta publicação:

Sem comentários:

Enviar um comentário