sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Lido: O Templo da Ficção Científica

O Templo da Ficção Científica (bib.), conto de FC de Robert Silverberg, é uma magnífica homenagem irónica à ficção científica, e acima de tudo à ficção científica da idade de ouro, e também uma reflexão bastante profunda sobre a psicologia do fã de FC. Estruturalmente, o conto é sofisticado, entrecortando a história principal (ou a não-história, visto que esta consiste basicamente em reflexões e reminiscências do protagonista) com fragmentos de histórias de FC, ou até mini-contos completos, as quais fazem uso abundante dos mais usuais clichés do género. Assim, Silverberg consegue pintar um retrato do género, ainda que algo caricatural, ao mesmo tempo que põe o protagonista a contar a vivência de um fã de FC americano dos anos 60/70 do século passado e a analisar o que tanto o atrai nessas histórias. O resultado é uma espécie de declaração de amor crítico em que julgo que qualquer verdadeiro fã de FC se conseguirá rever. É, claramente, um conto de um fã para fãs, pejado de referências que quem está de fora dificilmente compreenderá, ainda que não me pareça que seja difícil compreender o protagonista propriamente dito. Muito bom.

Conto anterior desta publicação:

Sem comentários:

Enviar um comentário