domingo, 1 de julho de 2012

Lido: O Monstro de Trapos

O Monstro de Trapos (bib.) é uma vinheta de Bruce Holland Rogers, com um pé no horror e o outro na banalidade do quotidiano. Fala de uma mulher que queria fazer uma colcha de trapos e para isso passou a vida a acumulá-los, aos trapos, sem nunca chegar a fazer a colcha. E depois de morrer, os trapos ganham vida. Talvez. Não é das histórias que mais me tenham agradado, mas tem aquela relação de uma narrativa económica com a procura de soluções inesperadas para obtenção de um máximo de efeito que é habitual no autor. E que faz com que muitas vezes seja difícil falar dos seus textos sem estragar a experiência a quem ainda não os leu.

Sem comentários:

Enviar um comentário