sexta-feira, 8 de junho de 2012

Lido: A Face Obscura da Lua

A Face Obscura da Lua é um conto de (algum) terror, de Pedro Medina Ribeiro, cujo narrador conta a história de um amigo que conhece em Praga, cidade a que ambos terão chegado em 1883 para estudar. Após concluído o curso, a vida do narrador desenvolve-se calmamente. Mas o amigo mete-se em experiências sobrenaturais com a mulher com quem acaba por casar, e isso vai ter as terríveis consequências que é demasiado fácil prever. Sobre o enredo direi apenas mais uma palavra: licantropismo.

De novo, trata-se de uma história praticamente decalcada de histórias do século XIX, tanto em tema como em atmosfera, e até em estilo literário. Não está mal escrita, não está mal concebida, mas também não é lá muito interessante, porque segue absolutamente à risca fórmulas inventadas há mais de cem anos. Ao contrário da primeira história do livro, que apesar do tom passadista trazia alguma inovação, esta é puro cliché. Não será má, mas também não me parece que seja boa.

Conto anterior desta publicação:

Sem comentários:

Enviar um comentário