segunda-feira, 7 de Maio de 2012

Lido: O Rico e a Bela

O Rico e a Bela (bib.) é mais uma pequena vinheta de Bruce Holland Rogers que só é fantástica na medida em que a exemplaridade da história lhe confere uma atmosfera de surrealismo e bizarria. Trata de um casal, ele rico, ela bela, que se juntam por isso mesmo, ele ser rico e ela bela, mas nunca se satisfazem, ela com a riqueza dele, ele com a beleza dela. Assim, vão-se incentivando vida fora a aumentar a riqueza do parceiro e a beleza da parceira, e acabam por se transformar em títeres sem vida própria, reduzidos às respetivas obsessões. É um continho que denuncia a superficialidade do que na vida não é importante, mas que depressa se torna previsível e não tem boa parte da habitual subtileza do autor. Acabei por isso por gostar, mas não muito.

Sem comentários:

Enviar um comentário