sexta-feira, 13 de abril de 2012

Lido: El Interrogatorio

El Interrogatorio, do mexicano Carlos R. Flores Gutiérrez, é um pequeno conto de ficção científica de laboratório que joga de forma interessante com paradoxos temporais. Contado na primeira pessoa, o protagonista é um cientista que resolve abreviar o procedimento de testes da sua recém-desenvolvida máquina do tempo, enviando-se a si próprio ao futuro para uma breve viagem. Para quê fazer metodicamente os testes todos, se é possível dar um saltinho ao futuro, conversar consigo próprio e ficar logo a saber se tudo funciona convenientemente? Não é? Só que ao chegar ao futuro, o nosso protagonista depara com o laboratório incendiado. E as coisas correm cada vez pior a partir daí.

Não sendo nenhum prodígio de originalidade, longe disso, é, contudo, um continho com algum interesse e bem concebido. Dos quatro contos desta página, este foi o que mais me agradou. É qualquer coisa.

Sem comentários:

Enviar um comentário